A Confederação da Comunidade Portuguesa no Luxemburgo

A integração dos portugueses, das suas organizações e da comunidade portuguesa enquanto entidade coletiva na sociedade luxemburguesa, é um principal e declarado objetivo da CCPL.

É nosso entendimento que a integração significa a plena participação em todos os sectores da sociedade luxemburguesa, mas também o direito de manter a nossa língua e a nossa cultura, não como factores de exclusão mas de afirmação de uma identidade portuguesa na diversidade cultural da Europa. Todas as associações que pretendemos representar desenvolvem a sua acção em torno destes objectivos, participando plenamente na sociedade luxemburguesa, contribuindo assim para o enriquecimento da mesma.

A CCPL, Confederação da Comunidade Portuguesa no Luxemburgo, foi criada a 25 de Maio de 1991 no 1° Congresso das Associações Portuguesas do Luxemburgo.

São membros da CCPL:

  • Federações e associações ou organizações de tipo associativo, legalmente constituídas, em atividade, que tenham a sua sede no Grão-ducado do Luxemburgo, em que a maioria dos membros é de origem portuguesa.
  • A titulo individual, os representantes portugueses do Conselho Nacional da Imigração e das Comissões Consultivas dos Estrangeiros.

Após a realização do seu 5° Congresso, em Dezembro de 2002, a CCPL agrupa perto de 60 associações (culturais, recreativas, de pais, de jovens, desportivas, de musica e de folclore, as Amizades Portugal-Luxembourg, religiosas, rádios, jornais, etc.,), a LIGA (federação das associações desportivas), e a maior dos representantes portugueses do Conselho Nacional da Imigração e das Comissões Consultivas de Estrangeiros.

A CCPL tem por objectivos:

  1. Congregar a ação de toda a Comunidade Portuguesa no Luxemburgo no debate, definição e defesa dos seus interesses coletivos;
  2. Promover uma integração harmoniosa da Comunidade Portuguesa na sociedade luxemburguesa, com plena igualdade de direitos e, nomeadamente, com direito à conservação e desenvolvimento da cultura e língua portuguesas;
  3. Constituir-se como interlocutor central porta-voz da Comunidade Portuguesa no Luxemburgo junto das autoridades luxemburguesas e portuguesas;
  4. Favorecer os contatos e a colaboração entre todas as componentes da Comunidade Portuguesa no Luxemburgo e a sociedade luxemburguesa;
  5. Promover a coordenação, a informação, a formação e a ajuda às organizações filiadas no domínio social, cultural, educativo, recreativo e desportivo;
  6. Combater todas as formas de racismo e xenofobia;